Societat Orgànica faz 15 anos!

Sim, Societat Orgànica está há 15 anos a ajudar diferentes agentes do sector da construção, a alcançar metas de sustentabilidade exigentes, a estabelecer novas metas e ir além do actual quadro regulatório. Colaboramos com gestores da administração pública, arquitectos, promotores, construtores, fabricantes de materiais, ordens profissionais, universidades, associações, etc. criando métodos e conhecimentos para a melhoria ambiental, social e económica do sector.

Fornecemos serviços de Eficiência Energética / NZEB, Certificações e Auditorias Energéticas, Eficiência de Recursos / NZIB, Análise do Ciclo de Vida, Projectos de climatização, Políticas Ambientais e Formação.

A equipa foi crescendo, os destinatários do nosso trabalho também. Mudamos, ampliamos a capacidade operacional e assim os projectos cresceram. Nos últimos anos, transformámo-nos numa cooperativa e melhoramos nossa capacidade de actuar socialmente. Ampliamos também o nosso âmbito territorial, com uma equipa sediada no Porto desde o último trimestre de 2019.

A nossa metodologia de trabalho assenta sempre sobre a investigação, o rigor, oferta de trabalho de qualidade, inovação e integração com equipas interdisciplinares. Acima de tudo o nosso objectivo é dar resposta às necessidades de sustentabilidade, superando as limitações do mercado, regulamentação ou práticas usuais e difundindo o que fazemos em conferências, cursos e publicações.

Todo este trabalho se faz graças à dedicação das pessoas que integram a nossa equipa.

Acima: Pablo González, Paula Serra (Portugal), Albert Sagrera, Verónica Sendra, Matías Orrego (Portugal). Centro: Fabian López, Raquel Llorca, Luca Volpi, Lluís Torrent, Dolores Juri. Abaixo: Aurora Moyano, Gerardo Wadel, Víctor Viscor, Laura Reus, Javier Calahorro.

Começamos a trabalhar quando quase não havia regulamentos de sustentabilidade para a construção, o aconselhamento ambiental era desconhecido e a mudança climática estava longe de ser uma emergência.

E esse trabalho deu frutos: só nos últimos cinco anos, ajudamos a reduzir os impactos ambientais de aproximadamente 70 edifícios de vários usos (metade habitação, com cerca de 1.950 unidades quase todas sociais), atingindo 329.000 m2 construídos. Um investimento de construção de 331 milhões de euros que dá alojamento, ou presta serviços a mais de 18.000 pessoas que usam esses edifícios diariamente.

Veio também o reconhecimento: ajudamos a vencer dezenas de concursos para reabilitação e novos projectos de construção, integramos cerca de 20 equipas de investigação que obtiveram financiamento público local, nacional e europeu.

Colaboramos em obras vencedoras do prémio de Arquitectura Espanhola CSCAE (Museu do Clima em Lérida, autoria de Toni Gironès), Bienal Espanhola de Arquitectura e Urbanismo (VPO Sant Ferran em Formentera, autoria do IBAVI), Catalunha Construção (edifício do ICTA-ICP no campus da UAB em Bellaterra, autoria de HArquitectes e DataAE), World Habitat, European Responsible Housing e Cidade de Barcelona (Edifício de habitação cooperativa La Borda em Barcelona, autoria de Lacol Arquitectes), Património Europeu AADIPA (Centro Cívico La Lleialtat Santsenca, autoria de HArquitectes), Green Building da União Europeia (residência de estudantes ETSAV da UPC em Sant Cugat del Vallès de HArquitectes e DataAE) e outros.

Consultoria em projectos de edificação: [acima] Museo de la Ciencia, del medio Ambiente y el Clima, Lleida / Residência de estudantes ETSAV, Sant Cugat del Vallès / Centro de investigação ICTA-ICP/UAB, Bellaterra / 12 alojamentos de proximidade APROP, Barcelona / Edifício 19 apartamentos, Palma de Maiorca / Edifício de habitação cooperativa La Borda, Barcelona / [centro] Centro Cívico La Lleialtat Santseca, Barcelona) / Edifício de oficinas EDP-Naturgas, Bilbao / Polidesportivo Can Xarau, Cerdanyola del Vallès / Colégio Alemão, Valência / [abaixo] Residência de estudantes Campus Besòs, Barcelona / Espaço cooperativo La Comunal, Barcelona / Projecto RELS, Taradell / Bloque de 35 apartamentos de aluguer, Girona / Palácio de Congressos Europa, Vitoria-Gasteiz.

E vamos continuar a fazer mais e melhor. Este é o momento da declaração da emergência climática, da necessidade da economia circular, da aprendizagem de maior resiliência diante das mudanças climáticas, do trabalho para facilitar o acesso à habitação numa cidade socialmente integrada, da promoção da economia colaborativa, acção contra a poluição do ar e a pobreza energética. E tudo isso apresenta novos desafios para o sector da construção, a fim de avançar na direcção certa e na velocidade necessária.

Desafios que exigem trabalho colaborativo, determinação de objectivos ambientais, sociais e económicos mais exigentes, manutenção do rigor e qualidade no desenvolvimento de projectos. Que precisam expandir o desempenho nas escalas do bairro e da cidade, integrar equipas com diferentes disciplinas de forma colaborativa e, novamente, partilhar conhecimentos.

A tudo isto dedica-se a nossa empresa, agora com 15 anos de caminho feito e, como sempre, oferece toda a sua capacidade técnica, esforço e compromisso. Um agradecimento a todos que confiaram e confiam em nós para trabalhar em colaboração.

Estudos, projectos I+D e inovação: [acima] Mercat del Peix, UPF / Prova piloto de ventilação natural em aulas, CEB / Programa Urban Innovation Action, UIA-EU / Revisão do Código de Construção, Bogotá / Projecto europeu CESBA-MED, Gencat / [centro] Eco bairro Figueres, Ajuntament Figueres / Cambio Global España 2020-50, GBCe / Pós-graduação Sostenibilidad y Arquitectura, Escola Sert / Projecto fachada FB720, UPC-b720 / Bairro Can Peguera, Ajuntament Barcelona / [abaixo] Modelo de reabilitação ambiental, Consorci Platja de Palma / Projecto europeu GrowSmarter, Ajuntament Barcelona / Propostas de transformação do antigo edifício da Penitenciaria Modelo, Ajuntament Barcelona / Programa UPCO2 de redução de energia e emissões, ETSAV-UPC / Ciclo sobre reabilitação e eficiência energética, Agència d’Energia de Barcelona.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.